Você está atirando suas pérolas aos porcos?

“Não dêem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos; caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão”.
(Mateus 7:6, NVI)

Na cultura judaica da época, os cães e porcos eram simbolizados como tudo o que é sujo, impuro e imundo, ou seja, representavam todas as coisas que deveríamos manter distância.

Hoje não consideramos estes animais repugnantes; pelo contrário, são considerados tão fofos que domesticamos para viverem em casa conosco.

Mas podemos indicar como cães e porcos descritos nesta passagem como tudo aquilo que não convém desperdiçar o que temos de melhor, pois ao agirmos do jeito errado, nos momentos errados e para as pessoas erradas, estaremos apenas jogando fora o que é valioso para as nossas vidas.

Assim, devemos tomar bastante cuidado para não atirar as pérolas para os 3 tipos de pessoas a seguir:

 

#1 Aqueles que criticam a fé cristã

“São eles que falam mal do bom nome que Deus deu a vocês.”
(Tiago 2:7, NTLH)

Não estou me referindo às pessoas que não são cristãs ou que seguem uma outra religião e sim, aqueles que desrespeitam, difamam e criticam a Palavra de Deus e aqueles que a seguem.

Não faz sentido insistir em falar dos nossos valores e crenças à pessoas que não desejam ouvir com o coração, mas somente com a intenção de criticar e blasfemar a Palavra de Deus que foi dita.

E também, discussões com pontos de vista diferentes sobre fé e religião não chegam a lugar nenhum e quanto mais você tentar ser convincente, argumentando a respeito do que você crê e que considera verdadeiro, mais resistência e ataque você vai receber.

Dessa forma, quando não houver nenhum respeito em relação à sua fé, é mais sensato se calar e orar entregando a situação nas mãos de Deus.

 

#2 Amizades tóxicas

“Escutem! Eu estou mandando vocês como ovelhas para o meio de lobos. Sejam espertos como as cobras e sem maldade como as pombas.”
(Mateus 10:6, NTLH)

É importante ter amigos, porém, é mais importante ainda escolher com cuidado as pessoas que vão estabelecer um relacionamento duradouro de amizade e confiança com você. Para isso, precisamos ter discernimento para o que é bom.

Você já deve ter ouvido aquele conselho: “Confie nas pessoas certas e você será feliz. Confie nas pessoas erradas e você terá problemas”.

Pois a confiança é a chave que abre as portas para os nossos corações, assim, devemos escolher bem as pessoas com quem confiaremos esta chave, pois ela pode trazer tanto a felicidade quanto um infortúnio para a sua vida.

Deus nos ensina a reconhecer as pessoas não pelo que elas dizem e mostram ser na superfície, mas sim pelos frutos que ela produz. Elas podem falar qualquer coisa, mas fazer é uma coisa bem diferente. O que elas fazem é que mostram quem elas são e com quem você está lidando.

Se você tem amigos que são invejosos, interesseiros, egoístas, que estão puxando você pra baixo ou que possuem condutas contrárias do que dizem, não convém dedicar o seu tempo e manter essas pessoas perto de você.

Faça novas escolhas e se aproxime daquelas amizades saudáveis em que ambos podem ser abençoados trazendo o bem um para o outro.

 

#3 Pessoas orgulhas e vaidosas

“Se você repreender uma pessoa vaidosa, a única coisa que vai conseguir é ser insultado. Se tentar corrigir um homem mau, o que vai conseguir é ser humilhado.”
(Provérbios 9:7, NTLH)

Há pessoas que são incapazes de ouvir e manter um diálogo aberto, quando elas precisam ter sempre a razão e não consideram a opinião do outro importante.

Também há aqueles que estão cegos pelo próprio orgulho que jamais aceitam um conselho e muito menos uma crítica construtiva.

Outros escolhem a ignorância, quando fazem tempestade em um copo d’água e armam um barraco por coisas que são insignificantes, fazendo insultos, utilizando palavrões ou se expressando somente com a gritaria, sem saber conduzir uma conversa como uma pessoa civilizada.

Não é sensato tentar discutir, se explicar, mostrar seu ponto de vista ou fazer uma crítica construtiva para essas pessoas, é perder o seu tempo e energia. Quando as pessoas estão tão absorvidas em si mesmas, elas não estão prontas para ouvir.

Nestas horas, a sabedoria está em guardar silêncio e dar um passo para trás, para que aquilo que é importante e valioso para você não seja pisado e nem atirado contra você.

 

 

# E os nossos cães e porcos?

“Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno.”
(Salmos 139:24, NVI)

Pode até ser fácil identificarmos os cães e porcos que são externos, mas nem sempre é fácil reconhecermos que pode existir algum cão e porco dentro de nós.

Precisamos ter a coragem de pedir a Deus nos mostrar se existe algum cão que esteja arruinando a nossa vida ou um porco que está jogando lama na vida de alguém.

Leia também: Decida fazer aquela oração mais difícil de orar

Coloque a sua vida diante e Deus e peça que Ele corrija o que precisa ser mudado. Quando nos apresentamos a Deus com um coração humilde, Ele se apresenta a nós e nos faz sentir a Sua graça transbordar nas áreas em que precisamos mais Dele.

Em Tiago 4:6, está escrito que  “(…) bondade que Deus mostra é ainda mais forte, pois as Escrituras Sagradas dizem: ‘Deus é contra os orgulhosos, mas é bondoso com os humildes’.”

A minha oração é que possamos viver com sabedoria para que possamos aprender a receber com importância o que é valioso para os outros e que o Espírito Santo possa nos guiar para ter o discernimento de fazer as coisas certas, nos momentos certos e para as pessoas certas.

 

 

Compartilhe nas suas redes sociais

2 Comments on “Você está atirando suas pérolas aos porcos?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *